sábado, 13 de julho de 2013

Até o Jeito de Comprar no Supermercado Mudou

É impressionante como tudo muda quando sua cabeça muda. Até o supermercado que faço compras parece que não é mais o mesmo. Antes eu comprava as coisas mais engordativas e nem lia as embalagens, colocava tudo no carrinho e mal saía do supermercado e já abria um chocolate pra ir comendo no meio do caminho (Kit Kat era de lei). Agora ando devagar pelas gôndolas, leio os rótulos dos alimentos, procuro frutinhas diferentes, uma novidade light e passo batido na parte dos doces e afins. Fico super feliz quando encontro coisas difíceis de achar na maioria dos supermercados, como por exemplo os waffles lights e as framboesas frescas que comprei essa semana. 

Agora a pouco saí para passear aqui em Ubatuba (não moro aqui, moro no interior) e voltei com alfarrobas, suco de romã, suco de cranberry, leite de arroz. Num passado recente esse mesmo passeio teria se resumido a me entupir de doces e sorvetes numa doceria ótima que tem aqui na cidade. E detalhe que até fui nessa doceria, mas pedi uma água enquanto o marido tomava um café.

Lógico que tudo isso não se deu da noite para o dia. No começo da dieta eu tinha vontade de chorar só de não poder comprar meu Kit Kat. Eu entrava no corredor dos doces e fazia cara de pedinte para o marido, quase que implorando para ele me dizer: "Pode comprar o doce que quiser, só hoje pode". Só que, pra minha sorte, ele sempre me xingava e mandava eu colocar as gordices de volta na prateleira. Agora nem me fazem falta. 

Ah, mas então você nunca sente vontade de comer tranqueiras, Milena? Claro que tenho, como já até mencionei num post anterior, tenho uns ataques de vontade do nada, geralmente a noite, na tpm, o que não é sempre, acontece no máximo umas três vezes por mês. Também fico com vontade em festinhas e jantares em restaurantes, situações em que me permito jacar (em pequenas quantidades) sem culpa alguma.

O que eu quero dizer é que estou numa fase da dieta que já não sofro mais tanto e passei até a gostar de estar me alimentando desse jeito, está virando um estilo de vida. Nem preciso entrar no quesito bem estar e qualidade de vida, isso todo mundo está cansado de saber que aumenta horrores quanta a gente emagrece.

Portanto, você que está começando agora persista, persevere. No começo vai ser difícil, quase impossível, depois vira hábito. E lembre-se: Se você quer resultados diferentes tem que parar de fazer tudo igual.

5 comentários:

Lívia disse...

Impressionante como o paladar e os hábitos mudam, né!? Em pouco tempo já percebi que "melhorei". Mas ainda tenho umas compulsões por doces, cada vez menos frequentes...

Abraços.
Tenha um excelente domingo!

Bruxa do 203 disse...

A reeducação alimentar ajuda mesmo a mudar o gosto e até a nos conhecer melhor. Parabéns pelos novos hábitos. Isso não tem preço!

Vivi disse...

Isso é reeducação, né? É disso que falamos sempre, isso que buscamos! Parabéns por ter atingido esse nível!
Beijão

Fabi Lange Brandes disse...

e isso é o melhor de tudoooo
sem duvidas
beijos e lindo dia

Camille S do Nascimento Possatto disse...

Hááá que bom!! Achei que fosse a única que sentia vontade de chorar quando recebia um não para o doce :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...