sexta-feira, 26 de julho de 2013

Pesagem - 5 Meses


Peso de hoje: 67,900kg

Total de peso perdido (em pouco mais de 5 meses): 23,500kg

Total de peso perdido nos últimos 30 dias: 4,900kg (300g a mais que o mês passado)


O que mudou esse mês? 
  • Uso praticamente todas as roupas do meu guarda-roupas, exceto as calças 38.
  • Meu treino mudou o foco. Antes era apenas diminuição de gordura, agora é diminuição de gordura e tônus muscular. Falando em bom português: Estou tendo que pegar pesado de verdade, usando sempre a maior carga que aguentar em cada exercício. Saio da academia morta com farofa, todos os dias.  
  • Shakes dietéticos estão sendo usados cada vez mais raramente.
  • Voltei a correr na rua. Não corro direto, apenas intercalando com a caminhada, mas já é alguma coisa. E correr na esteira a 8.2km/h ficou fácil. Não sei se  vocês lembram, mas não sou muito fã de corrida, então qualquer progresso é comemorado.
  • Consegui colocar o marido na dieta.
  • Bati a meta da pesagem passada que era pesar ao menos 69,900kg.
  • Em todos os lugares que vou acabo virando o assunto. As pessoas elogiam, perguntam como emagreci, falam que já está bom, querem dicas... Estou achando bem legal isso. rs...
  • Tenho vontade de comprar todas as roupas que acho bonitas, mas não compro, lógico (nem que quisesse teria dinheiro para tanto).
  • Não pesava menos que setenta quilos desde 2007. Às vezes nem acredito que já consegui chegar até aqui...

Somente 1,900kg me separam do IMC normal. Apesar de já me sentir magra, para o IMC eu ainda tenho sobrepeso. Ele que me aguarde que mês que vem ele vai ficar normalzinho, normalzinho... A se vai!

Estou super feliz com tudo isso, agradeço o apoio e comentários de incentivo, leio todos com muito carinho.

Abraços.



"Quem quer dá um jeito, quem não quer inventa uma desculpa."

segunda-feira, 22 de julho de 2013

E o final de semana?

O meu foi perfeito. E o de vocês?

Sexta-feira:

Saí do trabalho e fui direto dar um jeito na juba. Fiz escova progressiva e cortei franja.

Sábado:

O dia começou com uma hora de corrida e caminhada, 3' x 2', na rua.















Chegando do treino.



Depois teve almocinho delícia na casa do meu avô em Ubatuba. Ele fez camarão na moranga. Comi uma colher, bem cheia de abóbora e que tinha só dois camarões médios. Depois o povo se entupiu de chocolate, mas não comi. De boa, nem senti vontade.







Praia do Félix, Ubatuba-SP.


Aproveitamos para dar uma passeada em Paraty-RJ. Lá jantei uma massa maravilhosa (macarrão com molho de manjericão) no Café Paraty e comi 1/3 de brownie com sorvete. Sim, foi 1/3, dividido entre eu, marido e irmã. rs... Deu um arrependimento depois, mas logo passou e prometi fazer tudo direitinho no dia seguinte.






Rodovia Rio-Santos.


Domingo:

Saindo cedinho para a academia. Era umas nove da manhã, pra um domingo é cedinho mesmo. rs...
















Look do dia. Com minha bolsa predileta, de onça, super perua, da Carmen Steffens.
















Aqui o detalhe da minha bota Empório Naka. Essa bota tem história, em breve vou fazer um post especial sobre ela.
















Almoçamos num restaurante mara, na cidade de Cunha-SP. Se passarem por Guaratinguetá, vale ir até Cunha só por causa do restaurante. Não só a comida é boa, como tem uma vista lindíssima da serra. Restaurante Quebra Cangalha, super recomendo.







Fiquei só na saladinha com frango ao molho de shitake. Sensacionalmente gostoso.











Estava tão gostoso que merece duas fotos. rsrs...












E agora uma fotinha da série "fotografei e não comi". Todos da mesa pediram esse pudim de leite condensado, menos eu. Afinal, já tinha comido o brownie com sorvete na noite passada. E nem estava com vontade de doce. Acreditem se quiser.









E o dia terminou com uma festinha infantil recheada de brigadeiros, beijinhos, batatas-fritas, salgadinhos e refrigerantes. Menos pra mim que antes de ir tomei um copão de shake diet e fiquei só na água gelada durante toda a festinha. Mas, sem dramas, sem mau-humor, nem nada. Me programei pra não comer nada e assim fiz. Não vai ser a última festinha de criança do mundo, numa outra oportunidade pode ser que eu conceda uma gordice ou outra, se eu estiver com uma vontade fora do normal. Chega de comer só porque todo mundo está comendo, só porque jacou um dia antes, só porque é final de semana, cansei de desculpinhas que inventava pra mim mesma. Agora quem manda sou eu, não a comida.

E assim foi meu final de semana, sem quase nenhuma jaca e ao mesmo tempo muito gostoso.


quarta-feira, 17 de julho de 2013

Consegui um Companheiro


Meu marido acaba de entrar para a turma da dieta! Acho que agora vai ficar mais fácil pra mim... 

-)


terça-feira, 16 de julho de 2013

Mais Light que Alface

Apesar de não estar participando do desafio Mais Light que Alface, gostei da tarefa dessa semana e resolvi fazer o post com os tópicos propostos:

Qual é a sua meta de perca de peso?

60kg.

O que te motiva a continuar na luta?
São várias coisas: me sentir bem, querer continuar com auto-estima nas alturas, provar pra mim mesma que sou capaz, vencer desafios, querer usar um biquíni sem um pingo de vergonha, querer sentar e não dobrar a barriga, querer nunca mais ser diminuída por causa do meu peso, etc.

Quais os motivos que te levaram a querer emagrecer?

  1. Cansei de me sentir um lixo.
  2. Percebi que se não tomasse uma atitude passaria dos 100kg ainda esse ano. 
  3. Cansei de viver pra comer.
  4. Cansei de não ter roupa pra usar.
  5. Cansei de não me reconhecer em frente ao espelho.
  6. Cansei de chegar no carnaval e ver corpos lindos dentro e fora da avenida, e eu a mesma ogra de todos os carnavais.
  7. Cansei de prometer em todo Réveillon "esse ano eu emagreço" e a cada final de ano chegar muito mais gorda do que o ano anterior.
  8. Cansei de piadinhas sobre o meu peso.
  9. Cansei de vendedoras de loja de roupas com cara de cú.
  10. Não aguentava mais de dores na panturrilha (devido ao peso e má circulação).
  11. Enfim, cheguei a um ponto tão insuportável que a única saída era eu tomar a atitude de emagrecer. 
Qual a sua roupa meta? 

Minha roupa meta é uma calça jeans 38 (não podia ser outro número né, rs...) que usei pela última vez em 2006, quando pesava 60kg. Na foto abaixo ela está em cima de uma calça que estou usando atualmente, pra vocês terem uma noção do quanto falta pra eu voltar a usá-la. Falta muito, mas eu chego lá.















segunda-feira, 15 de julho de 2013

A Jaca e A Arte de Saber Parar

Como já contei aqui, ao contrário de todas as minha dietas fracassadas, dessa vez as jacas são permitidas, muitas vezes até programadas. Ocorre que com a evolução do meu emagrecimento (cada dia que passa fica mais lento), eu tenho que cada vez mais reduzir a frequência e a quantidade que elas ocorrem. E com isso preciso cada vez ser mais seletiva. Não dá pra do dia pra noite achar que nunca mais vai jacar. Se você restringir demais, uma hora você explode de vontade, não consegue parar mais e quando vê já está mais gorda do que no início do seu processo. O que sempre acontecia comigo... Vou mostrar pra vocês como tem sido o progresso das minhas jacas:

1° mês de dieta -Jacas 3 vezes por semana:
  1. Um jantar num restaurante japonês durante a semana.
  2. Sábado- Comia o que queria em todas as refeições, em pequenas quantidades.
  3. Domingo- Comia o que queria em todas as refeições, em pequenas quantidades.
PS: Liberava geral se houvesse alguma festinha.

2° mês de dieta -Jacas 2 vezes por semana:

  1. Um jantar num restaurante japonês durante a semana.
  2. Escolhia o sábado ou o domingo para jacar em todas as refeições, em pequenas quantidades.
PS: Liberava geral se houvesse alguma festinha.

3° mês de dieta -Jacas 2 vezes por semana:
  1. Um jantar num restaurante japonês durante a semana.
  2. Escolhia uma refeição do sábado ou do domingo para jacar em pequenas quantidades.
PS: Já não tomava mais refrigerante nas festinhas e procurava comer o que fosse saudável (ou menos gordo) nessas ocasiões.

4° mês de dieta -Jaca 1 vez por semana:
  1. Um jantar num restaurante japonês durante a semana (tem semana que não vou).
PS: Em festinhas como só as comidinhas que amo de paixão, em pouquíssimas quantidades. Ex: Ontem foi aniversário da minha vó, tinha as seguintes delícias: Empadinhas, coxinha, pizza enrolada, croquete, pão com carne desfiada e molho vermelho, refrigerante e bolo com recheio de doce de leite. Escolhi o que mais gosto: 01 pão (mini) com carne e molho e 01 pedaço fino de bolo com recheio de doce de leite. Não saí pesada (nem na consciência, nem na pança) e ainda contente por ter comido coisinhas super gostosas. 


Viram? Não radicalizei de uma vez. Talvez por isso eu tenha sofrido menos e já consegui chegar até aqui (-20kg). Cada fase de uma vez, progredindo sempre. Porque pra tudo na vida precisamos de equilíbrio e eu acho que estou encontrando o meu. 

Boa noite.

domingo, 14 de julho de 2013

Biquíni - Antes e Depois (Provisório)

Foto 1 - Tirada em 13/02/2013

Foto 2 - Tirada hoje (14/07/2013)

20kg de diferença! Ainda vou perder pelo menos mais uns 10kg.

Quem vem comigo?

sábado, 13 de julho de 2013

Até o Jeito de Comprar no Supermercado Mudou

É impressionante como tudo muda quando sua cabeça muda. Até o supermercado que faço compras parece que não é mais o mesmo. Antes eu comprava as coisas mais engordativas e nem lia as embalagens, colocava tudo no carrinho e mal saía do supermercado e já abria um chocolate pra ir comendo no meio do caminho (Kit Kat era de lei). Agora ando devagar pelas gôndolas, leio os rótulos dos alimentos, procuro frutinhas diferentes, uma novidade light e passo batido na parte dos doces e afins. Fico super feliz quando encontro coisas difíceis de achar na maioria dos supermercados, como por exemplo os waffles lights e as framboesas frescas que comprei essa semana. 

Agora a pouco saí para passear aqui em Ubatuba (não moro aqui, moro no interior) e voltei com alfarrobas, suco de romã, suco de cranberry, leite de arroz. Num passado recente esse mesmo passeio teria se resumido a me entupir de doces e sorvetes numa doceria ótima que tem aqui na cidade. E detalhe que até fui nessa doceria, mas pedi uma água enquanto o marido tomava um café.

Lógico que tudo isso não se deu da noite para o dia. No começo da dieta eu tinha vontade de chorar só de não poder comprar meu Kit Kat. Eu entrava no corredor dos doces e fazia cara de pedinte para o marido, quase que implorando para ele me dizer: "Pode comprar o doce que quiser, só hoje pode". Só que, pra minha sorte, ele sempre me xingava e mandava eu colocar as gordices de volta na prateleira. Agora nem me fazem falta. 

Ah, mas então você nunca sente vontade de comer tranqueiras, Milena? Claro que tenho, como já até mencionei num post anterior, tenho uns ataques de vontade do nada, geralmente a noite, na tpm, o que não é sempre, acontece no máximo umas três vezes por mês. Também fico com vontade em festinhas e jantares em restaurantes, situações em que me permito jacar (em pequenas quantidades) sem culpa alguma.

O que eu quero dizer é que estou numa fase da dieta que já não sofro mais tanto e passei até a gostar de estar me alimentando desse jeito, está virando um estilo de vida. Nem preciso entrar no quesito bem estar e qualidade de vida, isso todo mundo está cansado de saber que aumenta horrores quanta a gente emagrece.

Portanto, você que está começando agora persista, persevere. No começo vai ser difícil, quase impossível, depois vira hábito. E lembre-se: Se você quer resultados diferentes tem que parar de fazer tudo igual.

sexta-feira, 12 de julho de 2013

Medidas - A Evolução

Coisas assim que me motivam a seguir em frente.

Feliz.




Clique para melhor vizualizar.

quarta-feira, 10 de julho de 2013

Compulsão Querendo Acordar

Mesmo estando muito focada tem dias que sinto uma fome descomunal. Acontece em média umas três vezes por mês, sempre a noite e seguida de uma vontade de comer doces.
Não sei explicar porque isso acontece. Como todos os dias praticamente as mesmas coisas, o treino está igual desde abril, o trabalho continua a mesma chatice estressante de sempre... Sendo assim, não tenho como evitar que isso aconteça.
O que tenho feito nessas ocasiões é aumentar as quantidades. Hoje, por exemplo, fiz um lanche com pão de hamburguer integral (do pequeno), tomate, muçarela, peito de perú, cottage e cream cheese. O normal é eu usar um tipo de queijo, notem que usei três.
Em seguida fiquei com vontade de doce e comi uma banana assada (no microondas). Mesmo assim continuei com vontade de comer. Não era mais fome era vontade, ansiedade, compulsão querendo dar as caras. Abri a geladeira e fiquei olhando aquelas comidas saudáveis e pensando o que daria pra fazer de gostoso (leia-se calórico) com elas.
Rapidamente voltei a lucidez e percebi a besteira que estava prestes a fazer. Desisti e fui dormir.
Foi por pouco.

terça-feira, 9 de julho de 2013

Mudança de Número

Domingo estava passeando no shopping com minha irmã, quando ela quis experimentar roupas na Riachuello. Aproveitei e dei uma olhadinha nas araras e gostei de algumas calças estampadas. Peguei três modelos diferentes, experimentei o manequim 44 e o 42 de cada uma delas (eram de marcas diferentes). E para minha alegria e surpresa, serviram todas as 42! Não é que entraram apertadas, saca? Elas serviram mesmo, ficaram até um pouco folgadinhas na frente (aquele papinho perto do zíper). 

Não comprei porque não me apaixonei por elas. Antes quando vestia 48, compraria as três. Afinal, era difícil achar uma só calça que servisse, imagine três... Às vezes nem acredito que estou desse tamanho. É muita mudança em tão pouco tempo.

Agora a caminhada é rumo ao 40. Vamos nessa!


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...