sábado, 8 de setembro de 2012

Almoçando em Casa

Não tem jeito, se quero comer direito tenho que almoçar todos os dias em casa. Comer no refeitório da empresa ou em restaurante é garantia de uma alimentação nada saudável. Sou olho gordo, não posso ter a tentação por perto que logo cedo a ela. 

Todos os dias (leia-se de segunda à sexta) tenho almoçado em casa. Peço para a minha empregada fazer uma salada variada e frango grelhado e, às vezes, arroz integral. De sobremesa uma fruta e pra beber suco de laranja, ou então não bebo nada. Olha só que beleza de prato:


Comida caseira, feita na hora, bem fresquinha e gostosa. E por incrível que pareça, me deixa totalmente saciada.

Estou adorando almoçar em casa.

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

No Cinema



Lá fomos (eu e marido) assistir E Aí... Comeu? Apesar de adorar Bruno Mazzeo, acho ele um ator fantástico, como cineasta ele já tinha me provado que poderia ser péssimo, prova disso é a porcaria do filme Muita Calma Nessa Hora. Mas enfim, fomos lá dar uma chance, afinal se não prestasse bastava irmos embora antes de acabar... 

Três amigos de infância reunidos numa mesa de bar, tentam resolver seus dilemas amorosos. a conversa entre eles invade o território da grosseria ao mesmo tempo em que passa uma bela mensagem às mulheres. Tudo recheado de situações engraçadíssimas. Sem dúvida valeu a pena, o filme é muito bom, nos surpreendeu. 

E a melhor parte eu ainda nem contei... Não comi pipoca e nem tomei refrigerante! Marido comprou uma pipoca cheia de manteiga e uma Coca-Cola e eu fiquei só no suco Del Vale light. Tem noção do que é isso? Eu adoro pipoca com manteiga e Coca-Cola, toda vez que vou ao cinema tem que ter isso que ia ao cinema tinha que ter isso. 

Fui embora feliz com o filme e com a minha atitude.


segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Levis, Sua Linda

Juntou a falta de vontade de postar com a falta de vontade de fazer dieta, mais problemas familiares e falta de tempo, resultou em dezessete dias sem postar. Fora os quilos a mais, os quais até já perdi graças devido a uma intoxicação alimentar (conto em outro post). Tudo que era pra eu ter escrito nesses dias eu anotei em meu celular, pra não esquecer, e aos poucos postarei pra vocês. 

A postagem atrasada de hoje é sobre calça jeans. Como sou uma gorda traumatizada sempre compro meus jeans em lojas de departamento (Marisa, Renner, Riachuelo, etc), as quais eu não canso de dizer que detesto (já disse aqui mais de cem vezes). Já sei que não vou achar calça do meu tamanho nas lojas que gostava de comprar no meu tempo de magra (Equus, Ópera Rock, TNG, Levis, etc) então me conformo com as calças mais horrendas, mas que são as que servem. 

Dia desses fui com meu marido numa Levis para comprar calças pra ele. Como não sou caroço e tenho pânico de quem faz isso, fiquei só esperando enquanto ele experimentava as calças. A vendedora, super gentil e mega bem treinada, por sinal, veio me oferecer umas calças. Mesmo eu já tendo recusado e agradecido duas vezes, ela insistiu. Disse a ela, educadamente, que o meu número eles não tinham e que eu não estava a fim de perder meu tempo experimentando um monte de coisa que eu tinha certeza que não iria servir. Ela garantiu que tinha o meu tamanho e que eu iria adorar as peças. Desconfiada, aceitei mas disse, em tom de brincadeira, que ficaria puta com ela se nada me servisse.

Logo veio outra vendedora que me mediu, com uma fita que nunca tinha visto na vida. Era uma fita com outras duas fitas coladas nela no sentido oposto, uma coisa bem estranha... De posse das medidas a vendedora me trouxe uns cinco modelos e acreditem se quiser: TODOS serviram! Escolhi três pra levar. Isso porque nem ia comprar nada... rs... Acabei levando só duas porque minha esperança é a última que morre e penso que logo irei diminuir o peso...

Segundo a vendedora da Levis a calça para o meu tipo de corpo é a da linha Bold Curve, que são as calças pra quem tem bastante curvas. Também segundo ela, a calça é compatível com tamanho 44, o que eu não acreditei porque nas lojas tradicionais meu manequim atual é 48. Definição tirada do site da marca: 
"Bold Curve – curvas genuínas 

Bold Curve foi desenvolvido para abraçar a cintura, sem sobrar. Se o jeans serve nos quadris e coxas, mas sobra nas costas, a mulher deveria experimentar o Bold Curve."  
É exatamente o meu caso mesmo! E o mais legal é que não ficou nada sobrando em cima da calça. 


Olha aí como ficou:



Gorda sim, mas digna de usar uma calça da Levis. 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...