segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Roupas de Ginástica



Minhas roupas de ginástica andavam desbotadas e feias. Muitas vezes ia malhar com camisetas de bloco de carnaval ou de propagandas. Relaxo total.

Assim como temos roupa pra trabalhar, roupa pra festa, roupa pra dormir, entre outras, temos que ter roupas adequadas para malhar. Não dá pra ir parecendo faxineira (se bem que a minha sempre está arrumadinha).

Parece bobeira, mas influencia na hora de se exercitar, tanto no desempenho, pois se a roupa for desconfortável os movimentos ficam comprometidos, quanto na vontade de sair para malhar. Eu indo malhar com calça desbotada e camiseta de bloco de carnaval vou até mal humorada. Agora quando estou com roupinhas bonitinhas vou até mais alegrinha. Ocorre uma melhora imediata na auto-estima, é fato.

A academia já é um lugar onde vemos muita gente bonita. Na minha academia a maioria são magros e bonitos, principalmente os homens. Se estou acima do peso, não preciso de roupas que me desfavoreceram mais ainda, muito pelo contrário.

Não estava comprando peças novas, porque fico naquela de esperar emagrecer para poder fazer isso. Bobagem total! Eu preciso perder 27kg. Isso leva muito tempo. Até chegar lá como fico? Pelada?

No sábado entrei na Centauro, para comprar um presente de aniversário, e aproveitei para comprar umas coisinhas pra mim: 4 camisetas e 1 calça, todas da Adidas (marca que dispensa comentários).

Fiquei um modelinho pra cada dia da semana, e aposentei minhas camisetas carnavalescas.



- Posted using BlogPress from my iPad

Location:R. Silva Jardim,Taubaté,Brasil

sábado, 28 de janeiro de 2012

Cabelo

Parte do meu sábado foi dedicada a dar um trato nos meu cabelos.


Fiz progressiva, ombré hair e cortei as pontinhas. Para quem não sabe (eu não sabia até hoje), ombré hair é uma técnica de coloração em que as pontas dos cabelos ficam gradativamente mais claras do que a raiz proporcionando um efeito de sombreado a partir do meio do cabelo, deixando-o com cara de “queimado naturalmente no sol”.

Antes e depois - Frente.

Antes e depois - Costas.

Mantive o corte long bob, com as pontas da frente um pouco mais compridas que o restante do cabelo.

Eu achei que ficou bem moderno. Gostei muito! O que vocês acharam?

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

3.° Dia de Dieta

Ontem a noite foi punk. Tive muita fome. Fome mesmo, e não vontade de comer. Me embebedei de água e fui dormir. Demorei mais de uma hora para conseguir dormir, logo eu que sou do tipo que deita e dorme. Fazia tempo que não sentia fome de verdade. Foi até bom pra eu lembrar o que é realmente isso.

Acordei, logicamente, faminta e tomei um belo café da manhã com direito a suco de laranja, mamão com mel e misto quente. A primeira refeição eu faço questão de comer como bem, que é como os médicos dizem ser o certo.

Ainda de manhã, me enchi de coragem e fui para a academia. 53 dias que não pisava lá. Abafa! Fiz a minha série de membros inferiores e na maioria dos exercícios não senti dificuldade, até porque peguei leve e coloquei pouca carga nos aparelhos. Dureza foi fazer o glúteos quatro apoios. Usei as caneleiras de 6kg, as mesmas que usava em tempos de boa forma. Suei bicas, senti dor, fiz cara feia... Eram quatro séries de quinze repetições sem pausa, só que parei quatro vezes. O que importa é que fiz!

Eita exercício terrível!

Na parte aeróbica, fazer o elíptico e caminhar a 6,0km/h foi tranquilo. Sofri para correr e nem ao menos consegui trotar. Que feio! Fiz os quarenta minutos caminhando mesmo. Não adianta achar que tenho o mesmo condicionamento de antes, aos poucos vou recuperando.

Conforme disse ontem, a squeeze já saiu comigo hoje. Tenho tomado barris de água. Exagerada! rs... No mais estou assim, numa hora me dá vontade de comer doces, em outra me sinto super tranquila e somente a noite sinto fome. 

Por hoje é só.


Imagem retirada daqui.

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Água e Pesagem





Estou na linha desde ontem, graças à litros e mais litros de água.

Deu fome? Água!

Deu vontade de comer doce? Água!

Na minhas fases de magra andava, pra todo lado, com uma garrafinha de água. Esqueci de fazer isso. E não é por falta de squeeze, tenho uns quatro em casa. Hoje mesmo já vou colocar um na bolsa.

Como todo dia 26, me pesei. Resultado: 82 kg. Já sabia, voltei do cruzeiro com esse peso. Detalhe que faz quase três semanas que voltei de viagem, poderia já ter perdido algum peso. Poderia é passado, então vamos ao presente e ao futuro. O que me importa agora é a próxima pesagem.

E até lá, dá-lhe água!


Crédito da imagem: http://www.brasilescola.com/geografia/agua-potavel.htm

- Posted using BlogPress from my iPad

Location:R. Jacques Félix,Taubaté,Brasil

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Esmalte da Semana

Ultimamente minha maior vaidade além de cuidar dos cabelos, tem sido pintar as unhas. Não tenho cuidado do corpo (leia-se fazer exercício físico) e nem da alimentação. Estou um relaxo e me sinto mal assim. Preciso tirar forças das cinzas e voltar a ativa.

Bem, vamos ao que corresponde ao título desse post.


Esmalte Dior, cor 999.

Cobriu com uma camada. Mas como sou neurótica passei duas e extra-brilho. Vermelho muito parecido com o Gabriela  (essa cor ainda existe?) da Risqué. Adoro vermelho!

Ouvi do marido ontem: "Se você cuidasse da alimentação do mesmo jeito que cuida das suas unhas e do seu cabelo, seria magérrima".

O pior é que é verdade.


quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Esmalte da Semana

Faz tanto tempo que não faço post do "Esmalte da Semana". Pintei no domingo, e hoje nem está mais com aquele brilho de recém esmaltado, mas está valendo.

Dior - 219

Detalhe para a unha do dedo midinho quebrada bem na carne. Ai!

Foi preciso 3 camadas para cobrir perfeitamente. Secou rápido como qualquer esmalte importado. Apenas no quesito brilho, é incomparável, perfeito. Outro ponto positivo é que, mesmo sem passar extra brilho, não descascou (já estou com ele há três dias). Só acho que pelo preço que custa e todo glamour que a marca tem, deveria cobrir na primeira camada. Sem contar que o vidrinho é de apenas 7ml.

O Dior é melhor que o esmalte Chanel, mas mesmo assim não vale o investimento.

__________________________________________________________________________________


Sobre o post anterior, Tati e Gabi, tentei entrar no site da Rosa Chá para pegar o e-mail, mas está fora do ar. Obrigada pela dica. Vou tentar entrar lá mais tarde. Beijos.

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Biquínis

Sou uma gorda que usa biquínis. Na verdade quando eu era magra (leia-se 59kg), mas me achava gorda (pois é...) eu usava maiô. Agora que eu realmente sou gorda (82kg), uso biquínis. Enfim...

Como não é uma tarefa muito fácil encontrar um biquíni para um corpo manequim 46, costumo ter apenas um, o qual eu uso até ficar literalmente gasto. Só que ter apenas um não é muito legal, pois muitas vezes ele não seca de um dia para o outro, e usar biquíni molhado além de desagradável é anti-higiênico. Pensando nisso, nesta última viagem, antes de embarcar fui até um shopping de Santos e comprei na Rosa Chá um biquíni verde, super lindo, de cor bem viva e que vestiu muito bem.

Na primeira vez usei ele na praia, em Ilhéus, e foi sem novidade. Na segunda usei no ofurô do navio, e para a minha decepção em poucos minutos o biquíni desbotou. Isso mesmo desbotou! Desbotou antes mesmo de eu sair da banheira. A parte de cima ficou com aparência de velho, surrado, a parte debaixo ficou azulada e manchada.

Repare no detalhe das manchas.

A diferença entre as duas peças é nítida.

Como sou uma gênia, não sei aonde enfiei o raio da nota fiscal, por isso não voltei na loja para reclamar. 

Detalhe importante: Tinha mais mulheres no mesmo ofurô e nenhuma delas teve o biquíni danificado. Logo, eu concluo que não é culpa de excesso de cloro, e sim de má qualidade da Rosa Chá.

Não para por aí. Meu outro biquíni, um branco que comprei numa loja linda (Maria Maria) na praia do Forte (Bahia), também foi avariado. Neste caso por culpa única e exclusiva minha.

Ganhei um óleo bronzeador de uma amiga e resolvi usar com esse biquíni. Sim, sou burra, dá zero pra mim! Sempre fui de usar protetor solar 50, nunca usei óleos. Não sei porque fui usar essa merda:

Óleo bronzeador da Payot.

Meu biquíni branco, virou encardido:



Já lavei com tudo quanto é produto e não saiu a mancha.

Moral da história 1: Rosa Chá é muito nome pra pouca qualidade.
Moral da história 2: Nunca use óleo bronzeador, a menos que seu biquíni seja marrom.



quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Cruzeiro de Ano Novo - Comprinhas

Último post da saga sobre o cruzeiro. rs...

O navio tem várias lojas: de chocolates e bebidas, óculos e relógios, bolsas, roupas, cosméticos. Logicamente tudo coisa de marca, muitos produtos com preços muito bons (tão bons, a ponto de se desconfiar da procedência do mesmo), e outros nem tanto. Pra ser ter uma noção, meu marido comprou uma calça da Diesel por US$ 105,00.

Tinha promoções do tipo: Compre dois produtos Kerástase e ganhei uma massagem. E também ganhava uma hora de spa (sauna e hidromassagem) na compra de um esmalte Collistar (marca italiana).

Foto dedicada a Tati Furtado, a adoradora de Kit Kat. rs... Essa caixa vinha com Kit Kat branco e camarelo, sabores que não vendem no Brasil. 


Comprei outros chocolatinhos, mas não tirei fotos (gordinha safada). rs...

Creme para as mãos Loccitane, esmaltes ArtDecco, maquiagem L'oreal.

Bolsa Valentino. Comprei uma preta também, só que não fotografei.

Esmaltes baratinhos, comprados em Salvador. Sabe como é, quase não gosto de esmaltes... rs... 

Esmaltes Collistar.

Perfume Dior.

Se eu tivesse mão para o tanto de esmalte que compro, seria uma centopeia. rs...

Como resistir a Kerástase?

Esfoliante e creme anti-celulite, Collistar.

Colar madrepérola comprado em Búzios.

Posso ficar de férias de novo?

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Cruzeiro de Ano Novo - Roteiro

Realmente, Gabi e Lau, é muita gente. Neste navio tinham 2937 passageiros, fora a tripulação. Não chegou a me incomodar pois eu ficava pouco no lugar mais muvucado, que no caso, são as piscinas. Os demais ambientes são menos cheios. 

Conforme falei no outro post, o roteiro seria o seguinte: Saída de Santos-SP, Ubatuba-SP, baía de Copacabana, 1 dia de navegação, Ilhéus-BA, Salvador-BA, 1 dia de navegação, Búzios-RJ, Cabo Frio, chegada em Santos-SP. 


Devido a condições metereológicas a parada em Ubatuba não foi possível, foi trocada por Ilhabela. Pra mim foi como trocar seis por meia dúzia. Não desci na ilha e também não desceria em Ubatuba. Adoro as duas cidades, sempre estou por lá, por isso preferi aproveitar o dia no navio.


Ilhabela

Praia de Copabacana

Baía de Copacana 


Aguardando fogos na baía de Copacabana.

Foi fantástica a queima de fogos no Ano Novo em Copacabana. Emocionante e inesquecível! Pena que não tirei fotos.


Praia de Batuba, Ilhéus-BA.

Do roteiro a única cidade que não conhecia era Ilhéus. E sinceramente, não gostei. 


Elevador Lacerda, Salvador-BA.


Mercado Modelo, Salvador-BA.

Já estive tantas vezes em Salvador, que desta vez nem andei no elevador Lacerda. Só fui ao mercado Modelo porque precisa comprar um artesanato, que minha irmã havia me pedido. 
Em seguida fui direto para a falada Sorveteria da Ribeira. Não sei porque, mas nunca tinha ido lá. Gente do céu! Que sorvete maravilhoso! O melhor sorvete que já tomei na vida. Sem exagero. Só uma coisa que não concordo, dizem que a vista de lá é maravilhosa e bláblá, não vi nada demais. Recomendo exclusivamente pelo sorvete. Vale mais ir a Sorveteria da Ribeira do que ao sem graça do Pelourinho. rsrs...
De lá fomos a praia de Itapuã. E depois tiramos a barriga da miséria (comida do navio é bem meia boca) no restaurante Yemanjá (adoro!).



Praia de Itapuã, Salvador-BA

E como sempre, almoço no restaurante Yemanjá, com direito ao melhor acarajé que conheço. Salvador-BA




Tchau Salvador! E olha o navio Costa Pacífica aí também!

Pier de Búzios.



Praia das Tartarugas, Armação dos Búzios-RJ.

Belíssima praia das Tartarugas. Armação dos Búzios-RJ

Praia das Conchas, Cabo Frio-RJ.

Fim de festa. Chegando em Santos-SP.

Eu excluiria Ilhéus do roteiro. Achei a cidade feia. As praias tem água de cor marrom... Valeu sim pelo almoço no maravilhoso restaurante Vesúvio. E pelo excelente atendimento e simpatia do taxista que nos guiou durante todo o dia. 
As demais cidades eu já conhecia e gosto de todas, Salvador pela bela metrópole que é, Búzios por seu charme de vilinha e belas praias e Cabo Frio também por suas lindas praias. Ah sim, Ilhabela, eu adoro, é linda e chique, vale a pena passeio se você não é como eu que quase toda semana está lá. rs...

Por hoje é isso. Beijo.






segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Cruzeiro de Ano Novo - O Navio

Até o dia 29 de dezembro minha programação para a virada do ano era passar na casa da sogra, como tem ocorrido há vários anos consecutivos. Eis que do nada, marido disse que iríamos viajar. Não tínhamos destino, passagens, nem nada. O fato é que viajaríamos de qualquer jeito, estava decidido. Fomos a agência de viagens e lá eles nos sugeriram um cruzeiro de ano novo. A princípio não gostei muito da ideia, seriam oito dias, pensei que pudessem ficar mareada ou qualquer coisa parecida. Mas pensar em ver os fogos em Copacabana me convenceu na hora. Detalhe: O embarque foi no dia 30, ou seja, compramos com menos de 24h de antecedência. 
O roteiro era o seguinte: Saída de Santos-SP, Ubatuba-SP, baía de Copacabana, 1 dia de navegação, Ilhéus-BA, Salvador-BA, 1 dia de navegação, Búzios-RJ, Cabo Frio, chegada em Santos-SP.
Fomos pela empresa MSC no navio Orchestra.

Restaurante Villa Borghese. 

Eu tomava café da manhã e jantava nesse restaurante a la carte todos os dias. A comida estava inclusa, as bebidas eram cobradas a parte. No jantar a mesa é marcada, todos os dias jantávamos na mesma mesa e com o mesmo casal, super simpáticos por sinal. Fora o Villa Borghese, tinha também o restaurante Hibiscus, o self service, um japonês e um italiano (estes últimos não inclusos no pacote). O self service ficava quase que o dia inteiro aberto, tinha pizza (de massa de pão, horrível!) praticamente o dia todo, ceia, café para madrugadores, lanche da tarde... Só comia no self service quando perdia o horário do a la carte. A comida deste último era, menos pior que a do primeiro. Sim, a comida não é boa. Muito industrializada. Também, comida o dia inteiro para quase 3000 pessoas, o que eu poderia esperar?

Nossa cabine.


Por sorte conseguimos cabine de meio e com varanda. Dizem que as pessoas que ficam em cabines próximas as extremidades do navio ficam mareadas. E se não tivesse cabine com varanda, provavelmente não toparia o cruzeiro, visto que sou um pouco claustrofóbica. Outra coisa que gostei foi o tamanho dela, muito bom, maior que muita suíte de apartamento que tem por aí.

Piscina

Esse painel dava um clima todo especial a área das piscinas.


Eram duas piscinas grandes e quatro hidromassagens.

E shows de dança aconteciam nesse espaço quase que diariamente.

Essa era a parte que sempre estava lotada, principalmente de crianças. Observei que todos os dias eles esvaziam as águas das piscinas, tratam a água e enchem de novo. Muito aprovado, visto que é gente pra caramba que nada ali todo dia. 
Tem um bar com sorveteria nesta área. Que por sinal era o sorvete italiano mais horrível que comi na vida. Quando enjoávamos do suco sabor vitamina C efervescente que serviam no café da manhã, tomávamos o suco de laranja natural, que era feito na hora nesse bar.

Apresentação Teatro Covent Garden.

Todas as noites tinha apresentação de musical, com acrobacias e até mágicas. Pra quem gosta, é lindo, cá entre nós, eu prefiro stand up comedy.

Área comum.


MSC Orchestra.

Malhei três dias! 

Os aparelhos da academia são excelentes. Uma pena terem só cinco esteiras e dois elípticos. Enfrentar uma filinha antes de malhar era inevitável. Também não tinha instrutor, o que pra mim não faz diferença, mas algumas pessoas idosas reclamavam bastante da falta de auxílio. Sensacional malhar enquanto o navio navegava, melhor vista de todas!

Todas as noites um pianista tocava ao lado dessa bela escada.

Teatro Covent Garden.

Savannah Bar. Musica ao vivo todas as noites.

Savannah Bar. Musica ao vivo todas as noites. Perdi as contas de quantas vezes ouvi "Ai Se Eu Te Pego". Ecat!

Tinha outro bar também com música ao vivo, que funcionava quase toda noite.

Festa no restaurante Villa Borghese.

Na área das piscinas.

Recepção.



Destaque especial para a área do spa (não inclusa no pacote):
Lá eu fiz a melhor massagem da minha vida. Numa sala linda (pena que não tirei foto) e toda envidraçada. A massagista, uma indonésia, aliás todas as massagistas eram dessa nacionalidade, tinha umas mãos tão fortes que eu tivesse a impressão de que ela estava andando nas minhas costas. Uma delícia de massagem, super relaxante. Pena que deixei para o último dia, se soubesse teria feito mais vezes. 
Fizemos também hidromassagem na água quente (também numa sala linda envidraçada) e sauna a vapor. Que por serem pagas a parte, viviam praticamente vazias, eu achava ótimo, pois saía da muvuca que ficava nas piscinas.

Pontos positivos: 
Muito luxo, requinte, funcionários atenciosos (mesmo os que não falavam português).

Ponto negativo:
Comida.

Continuo no próximo post.






Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...