sábado, 16 de maio de 2009

Da Série: Micos que os Gordos Pagam

Na minha city existe uma grande tradição de cultivo de arroz. Neste ano estamos completando o centenário da chegada dos trapistas franceses aqui, por este motivo neste final de semana está rolando a Festa do Arroz. Tem de tudo: galinhada, risoto, paella, sushi, coxinha, nhoque, canja, bolinho de arroz, arroz doce, até pudim de arroz (nem sabia que existia)...
Lá fomos eu e marido na festa. Claro que fui psicologicamente preparada para não comer nada, afinal tudo alí é altamente calórico, infelizmente. Sentamos numa mesa com demais conhecidos, do meu lado sentou uma senhora obesa. Não demora muito e lá vem ela com um prato enorme de galinhada... Faltando, mais ou menos, meio prato para ela terminar ela levanta e volta mastigando uma coxinha. Achei que ela tinha desistido da galinhada, mas não, ela senta com a coxinha numa mão e o garfo na outra, e não sabe se come um ou outro. Fica revezando, uma mordida na coxinha, duas garfadas na galinhada, até terminar com tudo. Me distraio com a música da banda da PM e quando volto a reparar nela: surpresa! Está comendo um pote de canja com pão.
E o pior é que eu não estou exagerando...

3 comentários:

Selma disse...

P.U.T.Z!

e dai não sabe pq ta desse jeito!

Valérie Roberto disse...

Desculpa aí... hehe Não sou letrada no litoral paulista. Conheço somente Ocian/Praia Grande hehe. Para vc ver como sou "conheceddora" kkk.

Vc sabe que depois de comecei a comer direito virei a maior reparadeira de prato alheio.Não comento, não falo, mas coisas como estas fazem meu sangue ferver hehehe. Afe...

Obrigada pelo carinho!
beijinho

Aline disse...

Nossa!!!
E o pior é que quando vejo algo do tipo, fico com vergonha pela pessoa. Como consegue?
Também reparo muito nisso...
Que bom que você conseguiu resistir.
Grande beijo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...